segunda-feira, 26 de março de 2012

Foder os medicos antes que os medicos nos fodam a nós.

A medicina não é nenhuma ciência, é uma prática contra a vida humana. A medicina e a sua farmacologia matou mais gente do que curou. Porque os seres vivos são auto reguladores sabem bem o que comer vestir e comportarem-se antes que qualquer "mamã cientifica lhes venha dizer. A maior parte dos medicos sabe da mosntruosidade em que se meteu. mas são incitados pelo sistema estatal e pela corporação medica e ideológica a exercer um poder atávico.

É tempo de qualquer pessoa que tenha qualquer familiar que tenha sido afectado pela medicina quer em longevidade quer em actividade a accionar um processo contra a medicina, porque a CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA está do vosso lado.

A medicina não curou nenhum cancro ou gripe: criou-as, para depois as curar.
Não é por acaso que a medicina tem o juramento de Hipocrates, o hipocrita, aquele que cria a crise para a curar, e se fazer passar por valente.

È a ciencia moderna que cria a mior parte dos problemas em nome das soluções que não tem. O objectivo é simples: fazer os seres umanos depender do sistema medico e em ultima instancia do estado e do sistema de hipocrates.

É preciso entender que nunca conheci nenhum medico, e conheci muitos que foasse humano. São todos atavicos sistemicos com linguagem distinta e servil. É preciso entender que a medicina é um status quo, não uma cura. Nunca vi nenhum medico curar ninguem. nem um. Nunca nenhum medicamento fez efeito a alguem. è a relação medico paciente e paciente medicamento que resulta em comportamentos. Em "resultados"

não é por acaso que os padres curam mais que os medicos, porque as pessoas confiam mais em padres do que na corrupção cientifica. e não é por acaso que há uma perseguição aos padres, precisamente porque a população confia mais em padres e fereiras do que na ciência hipocrita, que não tem soluções e só cria problemas.

Graças a deus a população está cada vez mais acordada contra a operação da opressão cientifica.
Claro que há medicos que curam, mas quase são clandestinos, fora do sistema, que criam relações de proximidade com os seus pacientes tal como fazem os padres.

Graças a deus a populaçãoconfia cada vez manos no sistema e cada vez mais os medicos estão a perder o seu  presumido "prestigio".

È preciso foder os medicos antes que os medicos nos fodam a nós.

P.S. A directora do Jouurnal Medical of England relatou que a medicina matou mais do que curou. Sabem oq ue lhe aconteceu? Adivinhem...

domingo, 25 de março de 2012

Em finais de 2012 a economia mundial terá ruído.

Lindsey Williams em Alex Jones, 29. 03.12


Resumo:
Lindsey Williams aponta para finais de 2012 o total colapso da economia mundial e dos  estilos de vida tal como os conhecemos.


OUVIR E VER VIDEO AQUI

1º A guerra Irão Israel é inevitável porque esta a ser preparada e financiada pela elite mundial. A chamada primavera árabe foi totalmente financiada pela elite para destabilizar a região e desviar a atenção do que se passa nos EUA. No entanto as manifestações dos "Occupy" fizeram recuar as aspirações da elite. 
A Guerra Irão-Israel não é mais do que um canal e uma distracção para o que vai acontecer á nação mais poderosa do mundo os EUA: uma tirania. No entanto há alguns revezes. É que a guerra Irão-Israel visava perpetuar o poder de Obama, porque segundo a Constituição americana nenhum presidente pode ser substituído em tempos de guerra. Ora as eleições presidenciais na America são em dezembro e em clima de guerra Obama manter-se-ia no poder. Isto estava a ser preparado pela elite. No entanto...

2º  Obama não aprovou a "liberty rig" (uma conduta de petróleo que está a ser extraido do alaska). Isto colocou a elite em fúria. Por isso a elite vai começar uma campnaha contra Obama e assegurar que Obama não seja reeleito. Mais, Obama tem sido mencionado pela elite de ser muçulmano e ter privilegiado os muçulmanos. A elite quer manter o poder de reeleger ou não Obama. Mas Obama está a escapar ao controle da elite.

3º  Para entender quando o mercado mundial entrará em colapso não é preciso estar atento ao euro nem á bolsa de Nova York, nem ao preço do petróleo nem do ouro. Mas ao mercado dos derivativos.
Os derivativos são investimentos negociáveis em expectativas futuras e tem sido um dos principais intrumentos financeiros,  mas são fraude porque lidam no vazio, não são coisa real, são pura especulação, é como investir nu pluviosidade das nuvens - pode chover ou não.

Os derivativos são, como o euro, instrumentos financeiros gerados para gerar crises a longo prazo. 
Foram até agora instrumentos que geraram fortunas mas são os que vão arruinar até a economia dos mais pobres.

Um outro objectivo da elite é criar uma divida massiva. Fazer com que todos os países devam dinheiro ao banco mundial através da asfixia das economias nacionais. Já se está a passar com a Grecia, Italia, Irlanda, PORTUGAL.

Quando o dolar ruir, todas as moedas mundiais vão atrás. E em tempos de ruína vai ser preciso um "governo mundial" - que já existe - para salvar a população mundial da ruina que criou. Tal como aconteceu na Grecia e nos paises europeus como Portugal. 

A população mundial vai obrigada a aceitar um Governo Mundial não-democrático que conduzirá a população á escravidão geral, porque destituirá as soberanias e as constituições das nações e logos os direitos basicos á liberdade e aquisição de felicidade.

4º O dolar desaparecerá porque a elite tem incitado a a tratados comerciais em que o dolar está fora de circulação. O Japão e a China assinaram um tratado para serem o maior entreposto mundial de petróleo a ser negociado não mais em dólares mas em ouro. A india propos-se á Arabia saudita a comprar petróleo não mais em dólares mas em ouro. Produtores e consumidores de petróleo vão negociar o petróleo não em dolares mas em ouro.

OUVIR E VER VIDEO AQUI


O MEDO é apenas uma estratégia com que a elite quer manipular os seres

O medo tem sido propagado através dos media atraves de acontecimentos mediaticos para que os portugueses e os cidadãos mundiais vivam na dependência do estado. desde o 11 de Setembro que a confiança publica foi retirada e vendida ao estado.
Não é por acaso que seres paranoicos vivem com o nº de telefone da GNR e PSP nos seus telemoveis.
Isto possibilita á policia ter um poder que nunca tiveram e desresponsabilizar os cidadãos das suas proprias criações.

O medo não existe. e apenas a falsa evidencia que parece ser real.Éè apenas propaganda. Ou seja: anti-criação. Ou anti-cristo.

A paranóia fez com que seres acefalos invistam seguros e tenham contactos policiais no telemovel contra familiares e acreditem na treta da violencia domestica - na verdade um conceito usado para desviar a atenção da prevista opressão do estado. Toda a gente sabe isso. Para o estado se intrometer na vida domiciliária basta colcar uma televisão no domicilio e retirar-lhes a capacidade critica atraves de telejornais e progaramas confusos e narrativas como as telenovelas.

Os seres obnibulados escondem-se no sistema no estado, tem medo da familia que os acolheu.
Porque o estado atraves dos seus canais fantasticos lhes promete um alem que nunca aparece.
A frustração entra em circulo. Quem ganha é o socialismo do estado.

Balsemão continua a fazer de Portugal um país estupido.

Balsemão sabe muito bem dos planos da elite econômica e está a desviar a atenção para o que não existe.
Declarou publicamente que "a crise não é financeira mas social".
Balsemão nas suas conspirações com a Bielderberg conspirou contra a população portuguesa e republica democratica - sem que fosse investigado por isso - sabe muito bem segundo a agenda da Bielderberg que tudo o que aí se discute são movimentos financeiros.

Para se desresponsabilizar das condenações futuras Balsemão pensa que se pode ilibar da sua conspiração na Bielderberg. por isso surgiu em publico dizendo que "a crise não é apenas financeira mas tambem social", como se se pudessem separar ambas as coisas. Balsemão continua a fazer dos portugueses e dos media gente estupida.
Quem acreditar nele que o siga mas quem repare nele que o investigue.

É isto Portugal? Para quem trabalha a policia?

QUEM TREINOU A POLICIA HORROROSA?











in http://www.presstv.ir/Thursday Mar 22, 201211:42 PM GMT sob o titulo
 «Police attack Portuguese people protesting austerity measures»

quinta-feira, 22 de março de 2012

O que aconteceu a Portugal?


Empresas faliram.
Vejo desempregados por todoo o lado. 
A maioria dos trabalhadores que eu conheço vivem á custa do subsidio de desemprego. Quem paga esse subsidio?
Quem são as empresas que ainda descontam para um estado que nos está a roubar para pagar á banca?

Onde estão as empresas que faliram?
Quem são as empresas que ainda trabalham quando o estado está a cobrar impostos pra pagar á banca?

Porque vão ainda os portugueses para estadios de futebol?
Porque os cafes ainda se organizam para jogos de futebol?
Porque a policia ainda anda atrás dos isolados em vez dos bancos?
Quem está a pagar á policia?
Porque está a policia a ser paga?

Porque não se revoltam os portugueses?
Empresas faliram e ninguem quer saber de nada.

O que fazem os portugueses para sobreviver, falidos, sem dinheiro, sem subsidiio.

Porque tem tanto dinheiro o estado para pagar a policias enquanto  empresas estão sempre a falir?
Quem está a financiar o estado policial?

Os portugueses são parvos?

quarta-feira, 21 de março de 2012

Para perceberem tudo.

http://www.youtube.com/watch?v=QpM__Mu-WwE

A nova doença, chamada "psiquiatria"


Sabiam que a maior parte dos psiquiatras se suicidam?
A maior parte dos psiquiatras para se defenderem estudam psiquiatria. Para se defenderem das obvias doenças que exibem. 

Tornam-se psiquiatras. Passa-se o mesmo com os psicólogos. Que se suicidam.
Os psiquiatras e os psicólogos não são mais do que a pior gente que tentou curar-se a si mesma. Através de outrem.

Falharam porque inverteram o paradigma da vida.

É preciso estudar os psiquiatras e os psicólogos porque, por provas dadas são a gente mais violenta que se conhece até hoje, usando arbitrariedes condenatórias e suicidando-se. Sabiam que a maior parte dos psiquiatras se suicidam? è uma profissão suicida como a dos psicólogos.

Toda a episteme sabe que a psiquiatria e a psicolgia não são mais do que instrumentos ao serviço do estado para aniquilar a população. São raros, cada vez mais, os psis que trablaham a favor da vida e desobedecem á agenda do estado para aniquilar e controlar a população.

O objectivo do estado e da religião é terem cada vez mais obediência, aniquilar a familia e as relações sociais. E para isso criou o separatismo a que se chama psi, como se houvesse um conflito mental.

Os psiquiatras e os psicólogos não são na sua maioria gente seria. São gente que quer ser avulsamente escudada das suas responsabilidades. Sei do que falo. São quem através da ciencia idiota se quer impor socialmente por uma razão atávica.

Psicólogos e psiquiatras nunca são simpaticos, são hostis odientos e fala baratos.
A maior parte dos psiquiatrs sofrem das proprias doenças que avulsamente criaram. Como são espiritos condenatórios não se livram de culpabilizar a sociedade pela sua propria vitimização. São idiotas. Que o estado acolhe sem termito. E que os contribuintes sem capacidade para os controlar lhes fomenta atraves de impostos a ambição. A isso chama-se socialismo.
Tudo o que é psi é fraude, não existe, é apenas jogo mental. E o unico jogo que existe chama-se vida que não mente. Porque a vida não mente. Não se passa na mente.

Só teremos uma sociedade democratica e uma verdadeira republica quando o estado nos livrar dos psicologos e psiquiatras.
GARANTO.

Se quisermos enquanto sociedade termos psicologos e psiquiatras eles que vão para o mercado. Onde o juízo é pago e não financiado pelo estado.

A toxicidade dos psis tende a desaparecer, só depennde da orientação da evolução da sociedade.



90 mortes á custa de drogas psiquiatricas


Putos. Crianças que são instigadas por um estado odioso a combater um falso inimigo. Uma religião falsa a que se chama estado que cria animosidades. Estas crianças são treinadas para matarem através de paineis vídeo, dessensibilizadas.

A criança que sob sedativos psiquiatricos e a quem se chamou "inteligente" matou segundo os jornais primeiro 16 afegãos, depois descobriu-se que foram em 80, e agora sabe-se que pelo menos foram 90. E segundo um general dos EUA estes casos não são raros, - há casos piores disse o mesmo general - que  disse que o problema não é o treino militar que é dado a estas crianças mas aos fármacos que lhes são impigidos e ao treino psiquiátrico e psicológico que lhes é impigido.
Os farmacos toxicos e a psicolgia a que estão sujeitos criam vitimas e maquinas de guerra.

Para este General a ciência psi mata mais do que o treino militar.
Porque não me espanta isso?

Espaço - sr. guru


Um tipo tinha na cozinha a mulher os filhos e os cunhados.
O mesmo tipo deu por si a não conseguir cozinhar, porque tinha na cozinha «a mulher os filhos e os cunhados».
 Para resolver o problema o tipo vai ao guru para que lhe dê uma solução:


- Guru, tenho na minha cozinha a minha mulher, filhos e cunhados, estou a ficar louco, não me consigo mexer na minha propria cozinha, o que hei-de fazer?
- Você tem galinhas? perguntou o Guru.
- Tenho.
- Então ponha galinhas na cozinha e venha aqui daqui a uma semana.
Passado uma semana o tipo aparece.
- Sr. Guru, está pior, agora tenho a milha mulher os meus filhos os meus cunhados e as galinhas na cozinha e não consigo cozinhar, o que hei-de fazer?
- A serio? perguntou o guru.
- A serio.
- Pois então. Você tem cabras?
- Tenho.
- Então, disse o guru. Coloque as cabras na cozinha. E venha daqui a uma semana dizer-me como foi.
Passado uma semana o tipo aparece de novo a dizer como foi.
- Sr. guru está muito pior, agora tenho a minha mulher, os meus filhos, os meus cunhados, as galinhas e as cabras, quase nem me consigo mexer!
- A serio? perguntou o guru.
- Eu seja santinho (risos).
- Pois então, disse o guru, você tem vacas?
- Tenho.
- Quantas?
- Quatro.
- Então coloque-as na cozinha, disse o Guru. E venha daqui a uma semana dizer-me como foi.
Passado uma semana o tipo volta ao Guru:
- Sr. Guru, está tudo muito pior! Agora tenho a minha mulher, os meus filhos, os meus cunhados, as galinhas as cabras e as vacas na cozinha! quase nem me consigo mexer!
- A serio? perguntou o guru.
- A serio.
- Então, disse o guru, vai fazer uma coisa. Vai tirar as galinhas, as cabras e as vacas da sua cozinha e na proxima semana  vem aqui dizer-me alguma coisa.
Passado uma semana o tipo aparece ao guru.
- Sr. Guru...!
- Então resolveu o seu problema? Perguntou o guru.
- Oh sr. Guru...obrigado...agora está muito melhor!

A elite quer roubar talentos

A idiota e atavica  elite não gosta de talentos. Por isso através de instituições como  a  Bielderberg contracta aaquilo que acha serem os genios. O objectivo do elogio dos gênio não é deixá-los em paz, mas colocar-lhes um rótulo e dar-lhes o numero que eles pela sua propria vida sempre recusaram.

A melhor maneira que a elite encontrou para controlar os genio é convidá-los para a sua mesa. na verdade uma mesa falsa.
Se se querem livrar daquilo a que pensam ser a elite livrem-se da mesa da elite.

Medicamentos para debilitar a população


A população farmacêutica acha que tem ainda alguma coisa a dizer á população habitrante. Não tem. 
A população farmaceutica é o principal alvo de processos publicos.
as farmaceuticas - tal como a policia - estão tão atolados de processos publicos cpontra a CONSTITUIÇÃO que mal se podem mexer.

As farmaceuticas temn um historial de controle e de aniquilação da população. Sob a ideologia da longevidade as farmacêuticas controlaram - sob apio do estado e da religião - mais a população dio que qualquer outro instrumento do estado.

O objectivo do estado não é apenas controlara a população mas reduzi-la a 80%. Todos os agentes do estado, farmaceuticas e médicos trablham em ultima instancia para o mesmo apocalipse: REDUZIR A POPULAÇÃO EM 80%.  Previsto para 2013.

Uma ditardura ao serviço da republica


Há uma oligarquia social que pensa que controla os serviços publicos a sociedxade e o corpo. A isso chama-se "linguagem bancária".

Os bancos são sõ instituições que deveriam estaer ao serviço de seres vivos e não de instituições mecãnicas como a  Comunidade europeia. os bancos são o piorio, esqueceram a sua humanidade e estrão a pagar por isso; pior é a sociedade inteira que esta a pagar por isso, por os bancos perderem a sua vocação social.

Na verdade são os bancos que estão a pagar pela propria crise que criram e eles nem sequer se paercebram disso.
Porque o jogo bancario cai sempre em cima de quem o cria.

Fartos de socialismo

O socialismo quer fazer da população dependente do estado.
O socialismo não existe é apenas a ideologia de um grupo social uma oligarquia que quer fazer a população depender do estado e da banca.

OBRIGADO DEUS POR O SOCIALISMO SE FODER POR SI PROPRIO

sábado, 17 de março de 2012

Angelina Jolie presa por crimes contra a humanidade.


Antonio Guterres arruinou Portugal com o seu socialismo dependente. assim que foi nomeado e não eleito para a Unesco para servir o obscuro Governo Mundial elegeu Angelina Jolie - uma atriz idiota que mais não fez do que servir poderes obscuros da sociedade principalmente a banca e a nova ordem mundial, tal como Catarina Furtado.

Angelina é uma dama negra, que se baseia na bruxaria e no mito para resvalar á propriedade e ao poder Angelina é a antitese da sociedade, deve ter para ai uma reles formação em psicologia ou uma daquelas risiveis formações.

Eis o resultado de Antonio Guterres na sua "carreirs2 internacional:

Angelina Jolie presa.

Angelina Jolie presa

Tudo previsto - No filme Salt já a cena foi antecipada


domingo, 11 de março de 2012

RADIOS PIRATAS de Novo

Voltar ás rádios piratas contra a próxima censura que acontecerá á internet.
A sociedade intolerante está a reorganizar-se e já começou com a sua propaganda atávica dos ditados populares. Mas porque sabe que é uma batalha que está a perder.

Cavaco tem uma longa história no ódio á comunicação e ás radios piratas. O PSD e os laranjinhas cães obedientes tambem. O Governo e a banca estão falidos, e as novas vozes que curiosamente não vem da juventude - porque foi treinada a verem jogos de futebol e a suicidar-se - tem algo a dizer, que a liberdade existe e que o governo não é matéria institucional mas poplacional e democrática. O Governo institucional nunca percebeu que quem manda em Portugal é a população. Não o PSD nem a GNR.

Curiosamente é em tempos de opressão que a democracia mais se revela.

Não conheço quase ninguem da minha geração que não tenha trabalhado numa radio pirata. Por isso a minha geração a mais afectada pela geração dos idiotas reorganizou-se e reconstruiu uma rede de radios piratas que em breve vai pôr os cabelos em pé á policia.

A população requer mais informação, mais direta, polemica e democratica. requer mais musica, marginal e errada.
As radios piratas estão a voltar a transmitir. Estão a reorganizarem-se contra a tirania policial. Bons sinais, numa sociedade que pressupunha univoca e ortodoxa.
A população sabe cada vez mais que há algo de errado, não querem dizê-lo nas ruas nem através dos sindicatos que normalmente querem manipular a contestação social.

A voz vem agora das radios piratas, de novo, em que a banca recua.
A banca continua a roubar dinheiro aos portugueses.
As falencias portuguesas não provem da capacidade dos portugueses, mas dos jogos financeiros que o Governo Mundial - ou Banca - criou como opressão ou tirania para derrubar democracias e constituições nacionais.
Nos EUA há quem construa antenas e rádios quase todos os dias e se despeça dos empregos para fazer isso, não porque a opressão nos EUA seja mais sentida mas porque a ameaça á liberdade é mais evidente.

A banca quer tudo, porque nunca terá nada.
A banca está a suicidar-se

Radios piratas de novo.  Liberdade eterna.

sábado, 10 de março de 2012

Elogio de Khadaffi


Fiquei mais fodido quando Khadafi morreu assassinado do que quando ele era ditador.
Toal como com Huseein.

Detesto ditadores mas é evidente que há detestável gente que celebre a morte, mesmo a de um ditador.
Vivemos numa sociedade de "olho olho dente por dente" essa sociedade é a dos falsos pedagogos, da ideologia, da psicologia da psiquiatria, da policia, do ódio á criatividade.

Khadaffi deu mais aos libanos como ditador do que a Muslim Brtherhood que instituiu a Sharia na sociedade Libana. Khadaffi nunca conseguiu construir uma sociedade democrática porque foi incitado ao seu ego pela CIA como salvador da sociedade Líbia. Enquanto os EUA se apoiavam no trafego de petróleo Libio e estabeleciam unilateralmente os seus proprios preços.  
O mesmo se está a passar na sociedade portuguesa com os pequenos tiranos amantes da Sport TV, que nunca eleitos são incitados ao seu ego num tribalismo atávico redutor e castrado que pode fazer com a sociedade e a populaçõ portuguesa desapareça.
O ódio, o verdadeiro ódio na sociedade Libia veio da Muslim brotherhood que criou a Sharia.
A Sharia é uma lei atávica do corão baseada em falsa sabedoria e em falso conhecimento que  significa apenas que as mulheres se tem de submeter ao marido, que podem ser violadas, na Sharia as crianças não tem direitos, apenas o paternalismo funciona.
O òdio da Sharia é incomparável em execráável elogio do ódio ao regime de ditadura de Khaddafi.
Khadaffi era o paraíso comparado com a Muslim Brotherhood.

Muslim Brotherhood é o òdio á vida.


É a pior organização religiosa jamais vista. Baseiam-se em versiculos do corão em que a guerra é fomentada contra a humanidade e principalmente contra os cristãos. A grande maioria dos muçulmanos são gente pacifica que só quer prosperar na vida e em deus.


Mas a muslim Brotherhood odeia deus e por isso se apoia no Corão - um livro guerreiro e não pacifico - para dominar a humanidade (Surhatra).
Mas a Muslim Brotherhood é apenas a facção muçulmana do ódio inscrito no Corão.
Estão a ser fomentados por interesses financeiros governamentais para destabilizar regimes e "repor" a ordem. De facto só estão a garantir que corporações estrangeiras invadam os seus terrenos e se apoderem do seu petróleo e riquezas.
A Muslim Brotherhood é a tirania ae a ingenuidade politica.
São o ódio.

Lembrem-se disto: o desporto é a droga.


O que está a acontecer no Medio Oriente acontecerá na europa se a Muslim Brotherhood progredir. Porque o objectivo da elite é aniquilar 80% da população, através de grupos religiosos como a Muslim Brotherhood.

Quase ninguem acredita nisto porque se pensa que não é possivel agredir 80% da população, Mas se nos lembrar-mos dos constantes direitos sociais que estão a ser retirados á populção, a negação dse constituições, o elogio da policia, as constantes campanhas recessivas na economia, o aviltamento nos media, o direito do estado a violar o corpo - como acontece nos EUA com a TSA - e as constantes campanha "humanitárias" em Africa para propagar vacinas de esterilização populacional, começareis a pensar outra vez.
Hoje em dia quem se dispõe a ver um jogo de futebol ou uma telenovela ou filme de ficção, eu chamo um traidor á humanidade.
Traidores são os que perderam a sua humanidade diante de um ecrã em que idiotas de calções correm atrás de uma bola enquanto a sua familia passa fome.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Sou assim tão perigoso?

Sois vós que estais a ser observados ó idiotas.

Olá Lisboa

Eu sei que gostam de mim e que estão a olhar por mim.
São sempre os mesmos todos os dias.
Beijinhos e abracinhos.

segunda-feira, 5 de março de 2012

A politica de saúde mental - psicólogos e psiquiatras contra a população


Não conheço nenhum português que queira ser saudavel aos olhos da Saude mental.
A politica de saude mental não é mais do que um eugenismo idiota.
Os psiquiatras e psicólogos obedientes á politica não deixaram nada de novo, pelo contraário são velhos grisalhos, crianças que são percocemente atávicos. Odeiam-se uns aos outros.
Os psicólogos e psiquiatras são a escola do ódio.

Os  psicólogos e psiquiatras devem ser expulsos do estado e a lei de saude mental que mais não é do que um texto contra a inrteligencia humana apenas a justificação de soberbas fontes financeiras que tem justificado por anos o financiamento de centros "alternativos" - que a classe media tem de pagar obrigatoriamente

Os psicólogos vivemm á custa da soberba tirania obscura da lei de saude mental. Da obrigatoriedade dos impostos.
Paremos esta lei e os posicólogos vão tocar ao bicho na rua.
Os psicólogos e os psiquiatras são a pior clasee cientifica que se conhece porque se aborrecem a si proprios, dependem directamente do estado e não há nem um, nem um, deles que tenha arriscadoa vida pela sua ciencia. São apenas putos vaidosos que se apiaram na tirania do estado para justifificar uma ciencua que não existe, porque se existisse estvam no mercado.

Livremo-nos de psicologos de psiquiatras e de medicos e teremos uma sociedade saudavel.
Graças a deus.

Processo Publico á GNR


A guarda Nacional Republicana demosnstrou através dos seus agentes estar contra a população.
A Guarda Nacional Republicana não defende a Constituição Portuguesa nem a Republica mas uma outra abstracção a que se chama violência.
Antes de continuar:


-foram enviadas queixas á presidência da republica
-indagado o quartel do carmo acerca acerca dos seus procedimentos

1. No dia 4 de Janeiro em sequencia de uma discussão famiar - de que fui ilibado (proc Nº 170/12.5TBMAI) fui arrestado pela Guarda Nacional Republicana (GNR)

2. Assim que o meu familiar comunicou á GNR por violencia, o piquete nª      sugeriu-se na minha propriedade partindo mobilia (no valor de 1000 euros) para me arrestarem ao que não resisti.

3. Colcaram-me algemas atrás das costas presumindo uma culpabilidae infundada e negando a presumida inocencia até prova em contrario, e forçando-me uma retirada da minha própria propriedade.

4. GRAVE: Obrigaram-me a sentar-me num carro da GNR (pago pelos impostos publicos diversos) com as "pernas fechadas" quando eu me sentia melhor nos meus direitos sociais com "pernas abertas" e quando recusei o meu conforto de me senatr com pernas abertas fui violentamente TORTURADO com agressão fisica pelo Cabo Pereira.REPAREM QUE FUI AGREDIDO ENQUANTO ALGEMADO. Verifiquei durante a viagem que o assento da frente estava pré designado a criar desconfoto.

5. Durante a viagem - entre o meu domicilio e o posto da GNR - exigi que me lessem direitos e exigi um advogado. Fui novamnte agredido fisicamente pelo cabo Pereira que me censuraram e insultaram a honra da minha mãe. Fui incitado a permanecer em silencio (crime de censura) sob coação fisica e psicologica (segundo o artº 25 da Constituição TORTURA)até chegar ao posto da GNR Maia.


6. No posto da GNR da Maia obrigaram-me a sentar. Eu que de algemas desconfortaveis não suportei cadeiras de plastico e sem medo resolvi levantar-me, E não obedecer ás ordens do piquete. Já que o piquete tinha demonstrado hostilidade social mantive-me em pé.
Fui agredido de novo (enquanto algemado) sem qualqer direito ou presença de um advogado.
Vários agentes obrigaram-me a sentar sob coação fisica a que eu chamo TORTURA (artº 25º da Constituição da Republica).

7. Uma hora depois um agente aparece com uma maquina de ler alcoolémia a que vulgarmente se chama "balão". E que me obrigou a meter na boca num ACTO DE VIOLAÇÂO DO MEU CORPO Crime de Violação do corpo). Eu recusei, de novo pelo que fui novamente agredido fisicamente e psicologicamente pelo piquete em exercicio (Crime de TORTURA - artº 25º da Constituição da Republica).. Foi a primeira vez que vi todo o piquete a rir-se de mim e a elogiar o meu agressor. Só faltava ao piquete bater palmas ao cabo Pereira. Numa negação cega da Constituição da Republica. NOTA: presumo que a demanda de obter dados de alcoolemia tenha sido forçada pelo Ministério Publico que não se resvlaram nos seus direitos condenatórios.

8. Após horas de espera fui compulsivamente conduzido ao hospital de S. João. Através de um cenário publico e de um carro de policia exibicionista que não parava em semáforos e em que os "meus acompanhates se elogiavam mutuamente", num óbvio abuso do exercício publico para que foram treinados.

-------------

9. Ao entrar no hospital de S. João, algemado e agredido cumprimentei toda a gente e toda a gente me cumprimentou, mas notei que os agentes que me acpmpnhavam não tiveram o mesmo discernimento, apesar de serem pagos pelo erário publico  os agentes da GNR acham que não são obrigados a cumprimentar a "escumalha".

10. Após mais "uma hora" de espera fui atendido peka equipa psiquiatrica en que primeiro me apareceu um estagiário informe a fazer-me perguntas acerca do meu comportamento e da minha expressão: porque, um dia pintei nas paredes dos meus vizinhos "eu sou deus", como soube a criatura o que eu fiz? como soube que fui eu que pintei isso? Quem lhe contou? quem quer ganhar com isso?
È obvio que não respondi a metade das suas questões rasteiras. (crime de MNIPULAÇÂO DE IDENTIDADE)

11. A seguir uma "medica" apareceu-me com uma injecção no objectivo de me VIOLAR, segundo o meu interesse. Eu recusei e aleguei que "o estado não tem direito ao meu corpo" porque sou homeopata. A medica na sua cegueira não me ouviu e até se riu de mim, por isso, sem me informar acerca da composiçãoo da injecção e dos seus efeitos secundarios a longo prazo, ordenou aos agentes da GNR que me segurassem o corpo ENQUANTO ME VIOLAVAM com uma injecção. Coisa que fizeram (condenação de Violação).

-----------------

12. Assim que entro na ala de Psiquiatria do Hospital de S.João, defronto-me com dois tipos de monstros: os educados e os senis.

13. Diante dos monstros educados eu recusei medicação- que eles  aceitaram como minha soberania. Diante dos senis obrigaram-me a tomar medicação. Repare-se que nenhum enfermeiro me informou acerca da composição da medicaçõ. Nem dos seus efeitos secundarios-.
Os enfermeiros da ala de psiquiatria tal como seus medicos deviam ser despedidos por abuso de poder medico abrigo do arrº1 da Constituição da Republica,

14. Estive lá 5 dias, numa ala de psiquatria totalmente obnoxia, em que a psiatria não existe tal como não existe psiciologia, porque é apenas tecnologia de estado. Para diminuir a população. Numa estrategia breve de negção. Vi gente a vaguear como zombies só por causaa da medicação que lhes é inculcada, Vi o piorio na ala de Psiquiatria por causa dos "medicos" psiquiatras da ala de psiquiatrua do Hospital de s. João.

15. Fui "ilibado" da minha condenação totlamentre obnoxia. Libertaram-me do Hospital de S. joão - literalmente. O Hospital brutal não consegue reter ninguem com designio para a propria vida - por exemplo derm-me uma camisa que eu queimei numa fogueira.

16. Assim que saí do HSJ não vi nenhum carro de policia que me viesse buscar - lembro que foi a policia lá me colocou. Não vi nenum estado que me viesse buscar quando foi o estado lá me colocou.


CONCLUSÂO:
O Estado está contra a população, quer controlá-la.
O estado odeia a população e toda a gente que eu conheço que trabalha para o estado está a trabalhar contra a familia. Por isso os que pensam que são bons filhos sói aparecem no natal para darem umas camisolas e uns presentes. Mas não conseguem viver os diarios conflitos familiares nem as suas soluções.
Porque não são nem estão presentes.